Página Inicial > Comunicação > Notícias

Beneficência sedia a primeira edição do Simtehosp - 03/12/2019

Evento de tecnologia e inovações na área hospitalar trouxe palestrantes e cases de sucesso ao Hospital

Por Lucas Kurz

A Beneficência Portuguesa de Pelotas organizou no último dia 28 de novembro seu primeiro Simpósio de Tecnologia Hospitalar, com a temática Inovações Tecnológicas na Área da Saúde. Com o intuito de aproximar todos os setores do Hospital aos mais modernos processos de gestão, os convidados apresentaram as novidades que darão os horizontes para o futuro da área Hospitalar.

O evento ocorreu no Salão Nobre do Hospital, e trouxe palestrantes das mais diversas áreas. Da interpretação de exames à diminuição de infecções hospitalares, passando pela informatização de áreas administrativas e até cirúrgicas, foram seis palestras ao longo do dia, além da apresentação de dois cases práticos que apresentaram propostas já executadas de inovações, aplicadas em outras empresas. Em sua fala de abertura, o presidente Francisco José Leal Serra destacou que um dos objetivos do Hospital é oferecer a maior qualidade possível na prestação de serviços, e a tecnologia é um aliado para dar um sentido a este propósito.

Um dos cases apresentados, do professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da Universidade de São Paulo, Vitus Klarmann, apresentava um processo que já iniciou-se na Beneficência Portuguesa, o de digitalização de documentos. Outro case aplicado, de internet das coisas na saúde, foi trazido por Mário Steffen, administrador da Palma Sistemas. Ele apresentou o uso de produtos tecnológicos, como sistemas que evitam a contaminação cruzada e infecções hospitalares, além de melhoramentos na comunicação entre paciente e equipes de enfermagem. 

 

O anestesiologista Dr. Diógenes Silva, CEO e fundador da Anestech Innovation Rising, explicou que o uso da inteligência de dados perioperatórios, além de diminuir custos e acelerar os processos, utiliza-se da Inteligência Artificial para proporcionar intervenções mais seguras. Com a grande quantidade de informações que estes meios conseguem processar, há maior atenção e possibilidade de diminuir riscos. Usuário deste sistema, o médico Felipe Rech Borges explicou que o uso de prontuários eletrônicos, além de diminuir o uso de papel, gera também economia e rapidez. “O registro eletrônico acaba se tornando muito mais rápido do que o registro feito à mão”, explica, destacando que a o uso deles dentro de um sistema digital abre a possibilidade de trabalhar com ranqueamentos, cálculos e tabelamentos de gastos e de performance de toda a atuação médica.

Um dos parceiros de longa data do Hospital, a JME Informática foi representada em palestra do seu CEO, Jorge Antônio dos Santos Branco. O uso de Analytics, ou seja, de informação de dados na gestão da saúde, foi o tema de sua contribuição. Ele destacou que os hospitais devem mirar agir por antecipação, oferecendo serviços de assistência médica que se encaixem com o desejo do público. Dessa maneira, podem usar da gestão de informação para realizar tomadas de decisões que gerem produtos e serviços, expandindo os negócios.

A tecnologia pode ser aplicada, também, na realização e interpretação de exames diagnósticos. Jader Antunes, CEO da plataforma Med.Place, explicou que um dos desafios atuais da área da saúde é se automatizar e realizar a mudança de comportamento na gestão, através do uso de ferramentas que ampliem e facilitem a realização de trabalhos com rapidez e precisão. O gestor comercial da Bionexo no Brasil, André Zurita, também palestrou sobre o impacto da tecnologia na gestão de saúde. Para ele, um dos grandes objetivos do mercado atualmente é oferecer ao paciente abordagens com diagnósticos rápidos, até mesmo através da telemedicina, oferecendo maturidade de gestão e otimizando o tempo dos pacientes. 

Administração pública também em foco
O Secretário Estadual de Governança e Gestão Estratégica do Rio Grande do Sul, Cláudio Gastal, foi um dos convidados do evento. Ele detalhou o processo de modernização pelo qual passa o Estado, desburocratizando a máquina pública gaúcha e inserindo-se digitalmente, em busca de coordenar estratégias claras de governança. Desde a área da saúde, até as diversas outras maneiras as quais o Estado interfere na vida do cidadão, ele explicou que a ideia é facilitar este contato e melhorar a prestação de serviço, atingindo tanto os indivíduos quanto as instituições que atuam no Estado.

Percepções
Para a organizadora do evento, a gerente administrativa de sistemas Diovana Matos, o resultado foi muito proveitoso, em especial para a instituição, pois proporcionou aos diversos setores conhecer mais profundamente as várias faces da tecnologia e sua aplicação. Não somente na área do T.I. ou da medicina, mas também na administração, finanças e enfermagem, qualquer ação administrativa pode ser facilitada com o uso das inovações.

Além disso, Diovana comemorou os vínculos criados com as muitas instituições que se envolveram no evento, estabelecendo contatos e aproximando-se para desenvolver parcerias, algumas já em fase construção. Ela destacou também que o evento ajudou a aprimorar os conhecimentos na tomada de decisões, visando trazer melhorias para o Hospital.

Emocionado, o administrador do Hospital, Dr. Armando Manduca, lembrou do processo de gestão e informatização da Beneficência Portuguesa. “Nosso simpósio teve um brilho excepcional. Me encheu de orgulho”, ressaltou. Ele destacou também a importância de trabalhar por uma gestão de qualidade e técnica, buscando tomadas de decisão assertivas, e modernizando a Instituição.

 

voltar >

Veja Também

  • CCIH

    Saiba mais sobre a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar.

  • CIPA

    Conheça a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes.

  • CIHDOTT

    Saiba mais sobre a Comissção Intra-hospitalar de Captação de Órgãos e Tecido para Transplante.

Sociedade Portuguesa de Beneficência

Rua Andrade Neves, 915

Fone: (53) 3026-9333

Pelotas | RS

Create Soluções Web